Partilha: fruto dos exercícios Inacianos

Cada um tem uma história de vida e, gostaria de partilhar com vocês um pouco da minha vida cristã, que foi transformada aqui na Paróquia de Fátima.

Vim do estado do Espírito Santo, Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, pertencente à comunidade de Santo Antônio de Pádua, na cidade de Rio Novo do Sul. Lá fui batizada, fiz primeira comunhão e crisma, e foi onde exercí minhas primeiras atividades na Igreja (catequista, membro da pastoral da juventude e da comunicação). Depois fiz faculdade em Alegre, e tive meu primeiro encontro com Cristo no EJC, na paróquia de Nossa Senhora da Penha, e trabalhei em alguns encontros! Por fim, vim para Viçosa, para fazer o mestrado e apenas participava das missas como de costume.

Mas o ano de 2014, já estudante de doutorado, Jesus reservava para mim uma incrível experiência. Resolvi dizer SIM ao Retiro Quaresmal. Queria voltar a participar ativamente da igreja. Eu só não imaginava que essa transformação seria tão grande. Nesse retiro eu aprendi a ordenar as “afeições desordenadas”… Separar o que é importante e o que é secundário na minha vida. Percebi que era muito bom doar 30 minutos do meu dia para um encontro com Jesus.

Temos 24 h no dia, umas 8h de sono, umas 5h de refeições, umas 8h de trabalho, 1h de atividade física… e ainda sobram 2h para lazer, por exemplo… com isso cuidamos do corpo e da mente… Mas e o Espírito? Ele também precisa de cuidados e exercícios diários! 1h por semana na missa seria suficiente? Comecei a perceber com o retiro, que deveria colocar prioridades na minha vida, e que Jesus é a maior delas! Por isso pensava: o que tenho feito para o próximo? Nunca matei ninguém, mas o que faço de bom para o meu próximo? Comecei a questionar-me! Então fui conversando com as pessoas, e fui apresentada ao Pedro Rubens Lopes da Silva, da Dimensão Sócio-Política e comecei, ainda que pouco efetivamente, a me sentir mais próxima de Deus, agindo mais… Depois disso, digo novamente outro SIM para fazer o Retiro Espiritual “Viver o Cristo no Cotidiano”!

Para aprender a rezar todos os dias (semelhante ao quaresmal) mas colocar essas orações em prática no dia-a-dia, no trabalho, em casa, na minha vida como um todo! Me senti ainda mais transformada! Aprendi a viver consolações e, principalmente, as desolações. Jesus se tornou um amigo mais próximo, com quem faço questão de conversar todos os dias!! Aprendi a rezar, a pacificar-me, a orar com todos os sentidos e sobretudo com o coração! Depois de sentir o amor de Deus, de entender e aceitar minhas limitações, a oração caia na cabeça, na razão, para finalmente colocar algo em prática do que Jesus me ensinava! Foi assim que Ele me chamou e eu disse mais um SIM, dessa vez, o maior de todos! Disse sim a uma coordenação da igreja! Algo que nunca tinha feito antes! E na dimensão em que mais me identifiquei: a sócio-política! E atualmente é uma das prioridades dessa paróquia! Quero realizar o melhor por essa Igreja que me acolheu tão bem! Quero fazer o máximo pelo próximo, quero divulgar essa alegria que sinto dentro de mim por estar mais perto de Jesus! Quero deixar de ser uma cristã que muito fala e que não faz caridade! Quero ser feliz fazendo as outras pessoas felizes!

Que o Espírito Santo me inspire, que Nossa Senhora de Fátima interceda por mim, e que Deus me ajude nesse desafio!

Amém!

Érica Mangaravite

Participante dos exercícios da espiritualidade inaciana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.