Quebrar o coco, matar a sede!

“A Bíblia é como coco de casca dura. Esconde e protege uma água que mata a sede do romeiro cansado. Romeiros e peregrinos somos todos! Cansados também! Vamos procurar o facão que nos quebre a casca deste coco!”

A citação acima é de um dos grandes biblistas de nosso tempo, o Frei Carmelita Carlos Mesters. Toda sua vida tem sido dedicada a motivar pessoas e comunidades a procurarem o facão que as ajude a quebrar a casca do coco e beber da água que mata nossa sede.

O frei Carlos Mesters nos ensina que a Palavra de Deus está ao alcance de todas as pessoas, e, contrariamente ao que muita gente pensa, ela está mais próxima dos pequenos, simples, pessoas consideradas “sem instrução”. Aliás, Jesus, em um dos momentos de felicidade, louva e agradece ao Pai por revelar seu projeto aos simples e pequeninos e ocultá-lo aos grandes e poderosos. (Cf. Mt 11,25).

Infelizmente, ao longo da história, muitas vezes, a Palavra de Deus foi guardada a “sete chaves”, dando a impressão de que apenas os “mestres e doutores” poderiam ter acesso a ela e interpretá-la. Entendo que a Igreja, ao motivar uma animação bíblica de toda pastoral, deseja corrigir esse equívoco.

Para isso, acredito ser importante retomar o caminho das primeiras comunidades cristãs, em que a Palavra de Deus fazia parte do dia a dia da vida e da missão. Quando crianças, jovens e adultos descobrirem que a água que está dentro do coco é para eles também, viveremos um tempo novo na Igreja e na Sociedade!

Padre Wander Torres Costa

Pároco da Paróquia São Sebastião - Ponte Nova

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.