SEARA 2017: “Meu espírito exulta de alegria” (Lc 1, 47)

O ano de 2017 já é histórico. Como sabemos, marca os 100 anos da aparição de Nossa Senhora, aos três pastorzinhos em Fátima – Portugal, e também o grande “achado” em Aparecida, isto é, a imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba. Por isso, estamos vivendo um ano como nenhum outro, e, principalmente, abençoado por nossa mãezinha querida, a mãe de Deus e nossa.

No Seara 2017, em comunhão com toda a Igreja, o tema trabalhando foi escolhido e retirado do canto do Magnificat, em Lucas 1, 47, ou seja, “Meu espírito exulta de alegria”. Neste canto, e, especificamente, no versículo 47, podemos perceber com clareza que o sentimento de compaixão intensificado nas palavras de Jesus tem a sua origem no coração de Sua mãe. Maria reflete o sonho e a vontade de Deus de ser presente na vida de seu povo. Entrega, serviço, determinação e força marcam o sim de Maria.

Isabel reconheceu nela aquela que amou, antes de todos, o projeto de Deus. Somos convidados a viver a alegria de ter a presença de Deus em cada um de nós. A alegria que é fruto do Espírito Santo, a alegria que nos fortalece diante das tribulações da vida, a alegria que nos faz abraçar a nossa cruz e seguir a Jesus dando a Ele o nosso tudo. É assim que Santa Isabel define o que sentiu João Batista ainda em seu ventre: “Pois assim que a voz da tua saudação chegou aos meus ouvidos a criança estremeceu de alegria no meu seio” (Lc 1, 44) e é assim que Maria, ao entoar o seu canto ao Senhor, define o que sente o seu espírito: “meu espírito exulta de alegria, em Deus, meu Salvador” (Lc 1, 47).

Certamente, Maria chegou ofegante à casa de Isabel, pois ela foi às pressas a uma região montanhosa, de difícil caminhada, cheia de pensamentos, ainda meditando sobre tudo o que o anjo havia lhe dito. Maria saúda sua prima e recebe de volta uma saudação ainda mais forte “a mãe do meu Senhor”. É incrível como a sua simples presença traz alegria à criança ainda no ventre. É na verdade uma confirmação de Isabel a tudo o que o anjo havia dito à Maria. Então, ela se dá conta de que o Senhor realizou, verdadeiramente, maravilhas em sua vida. Maria já tinha certeza, mas veio a confirmação da boca de sua prima que o tempo da Graça havia chegado.

Também para nós, o tempo da graça é hoje. A existência do Seara, que acontece no período do carnaval, é uma das provas de que é possível viver segundo os desejos de Deus. Maria, por excelência, viveu tudo o que o Espírito Santo lhe conduziu a viver. Maria não desviou o caminho, nem para a direita nem para a esquerda. Maria foi obediente em tudo e, por isso, tudo o que ela viveu foi com alegria, mesmo nos momentos de sofrimento, pois ela sabia e acreditava nas promessas de Deus. O convite que fica para cada um de nós é para vivermos como Maria, na alegria, e dizer, mesmo quando todos ao nosso redor diriam o contrário, “Meu espírito exulta de alegria”.

Sérgio Antônio dos Santos

Coordenador do Seara 2017

Posted in Artigos and tagged , .